Início Destaque Adolescente em fase terminal tem recuperação “milagrosa” depois de mãe lhe dar...

Adolescente em fase terminal tem recuperação “milagrosa” depois de mãe lhe dar canábis às escondidas

64

Em 2013, Deryn Blackwell, 14 anos, tinha apenas dias de vida, segundo os médicos. Diagnosticado com dois tipos de cancro, o adolescente contava as horas até à próxima dose de morfina

Quem vê agora o rapaz de 17 anos não diz que esteve às portas da morte. Em 2010, quando tinha 10 anos, o britânico Deryn Blackwell foi diagnosticado com leucemia. Dezoito meses mais tarde, outra má notícia: um cancro secundário, o raríssimo sarcoma de células de Langerhans, de que só há registo de 50 casos. Combinado com uma lecucemia, então, é caso único. Quase quatro anos depois do primeiro diagnóstico, os médicos anunciaram que nada mais havia a fazer, a não ser dar ao adolescente de 14 anos opiáceos para atenuar as dores fortíssimas que sentia. Não tardou até Deryn apresentar todos os sinais de dependência da morfina.

Ao Daily Mail, a mãe, Callie Blackwell, conta que depois de muitas horas de pesquisa na Internet, encontrou um analgésico à base de canábis que não estava, no entanto, disponível no Reino Unido. Além disso, o médico, embora reconhecesse a sua eficácia, alegou que nunca tinha sido testado em crianças.

A partir daí, formou-se a ideia na cabeça dos pais: iam dar canábis ao filho. Coube ao pai encontrar-se com um dealer numa estação de serviço para comprar a droga, que preparam em casa com a ajuda de uma panela de pressão, seguindo instruções que tiraram da Internet. Depois, no hospital, com as cortinas corridas, "como miúdos malandros a fumar um cigarro às escondidas", passaram o vaporizador a Deryn.

"Pensei: 'o que tenho a perder? Ele está a morrer de qualquer forma", recordou Callie no programa This Morning da ITV. Mas Deryn não morreu. Recuperou gradualmente e agora, com 17 anos, estuda e tem um trabalho em part-time. O caminho desde aquele dia no hospital até à recuperação ainda foi longo. Incluiu pioras e tintura de canábis administrada diretamente na boca e a mãe não duvida da relação direta entre esta forma de administração e uma melhoria significativa nas análises de Deryn.

Os especialistas oncológicos ouvidos pela imprensa britânica alertam que a história do jovem não prova a eficácia da canábis até que possam ser realizados ensaios clínicos.

"Tem havido muitos estudos sobre o efeito da canábis em células desenvolvidas em laboratórios, mas tem havido confusão, parece que teve efeitos diferentes em tipos diferentes de células cancerígenas", explica Emma Smith do Cancer Research UK. A notícia da recuperação de Deryn é "maravilhosa", reconhece a especialista, em declarações ao The Independent, mas alerta que "podem ter sido várias coisas. Talvez a canábis tenha ajudado, talvez não".

Wai Liu, um investigador que tem liderado vários estudos sobre as propriedades químicas da canábis no cancro, confirma que, em laboratório, há um "efeito anti-cancerígeno".

O Tá Quieto tem: Videos engraçados, Videos de Rir, Imagens cómicas, Pensamento do dia, Crime, Apanhados, Videos Desporto, Coisas estúpidas, Imagens inacreditáveis, videos para rir, anedotas para rir, videos engraçados youtube, animais engraçados, Portugal no seu melhor, Casa dos segredos, SS6, passatempos, ofertas, prémios, tralhas gratis

Gostas? Então partilha 🙂Share on Facebook1Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0

Deixar uma resposta