Início Crime Agricultor detido…por conduzir um burro bêbado!

Agricultor detido…por conduzir um burro bêbado!

1784

“Posso deixar de conduzir o burro mas o vinho não deixo.” – Jorge Rodrigues, 32 anos. Detido a conduzir uma carroça puxada por um burro sob o efeito de álcool.

Um agricultor de 34 anos foi detido, na passada quarta-feira, pela GNR de Celorico da Beira, por conduzir sob o efeito de álcool. O veículo era um burro com uma carroça atrelada, tendo o condutor acusado 2,84 g/l no teste efectuado pelos militares, conta o «Correio da Manhã».

Jorge Rodrigues foi libertado e presente ao tribunal local. Vai ser julgado brevemente. O artigo do Código Penal que pune a condução sob o efeito de álcool não é explícito quanto a casos de condutores de veículos com tracção animal.

Fonte: Correio da Manhã; DN

Agricultor conduzia carroça embriagado. Foi detido pela GNR e o burro ficou à beira da estrada preso a uma árvore.

Nos Salgueirais, uma pequena aldeia do concelho de Celorico da Beira, correu célere a detenção de Jorge Rodrigues, apanhado a conduzir uma carroça atrelada por um burro, com uma taxa de álcool de 2,84. Foi a segunda vez que tal aconteceu, mas nem as circunstâncias nem a elevada taxa causaram estranheza no povo. Afinal, “passa os dias a beber até cair”.

Jorge, de 34 anos, foi apanhado na quarta-feira à noite, em Celorico, quando regressava a Salgueirais. “Mandaram-me parar e soprar ao balão”, conta. Perante a elevada taxa de alcoolemia, foi conduzido ao posto da GNR enquanto o burro ficou à beira da estrada, “preso por um baraço [corda] a uma árvore”, afiança Jorge.

Como em Celorico da Beira a GNR não dispõe de um aparelho para fazer a contraprova, Jorge foi levado à GNR da Guarda onde foram confirmados os 2,84 g/l de taxa de álcool. Ficou detido e na quinta-feira foi levado ao Tribunal de Celorico da Beira de onde foi mandado em liberdade até à realização do julgamento.

Foi buscar o burro e voltou à vida de sempre, na companhia da mulher, de 54 anos, Conceição. Jorge “não sabe ler nem escrever” e de leis “pouco percebe”. Mas sabe que “esta foi a segunda vez” que foi apanhado a conduzir a carroça embriagado.

Mas na aldeia todos se lembram. “Foi há um mês quando ia pela estrada, bêbado e provocou um acidente”, diz Diogo Cardoso. Jorge é bem conhecido. Pelas piores razões. Ele e a mulher “embebedam-se e só fazem disparates”, revela o ancião. Ao lado, Paulo Francisco acena, em concordância. Jorge nasceu na Velosa, uma aldeia do outro lado da serra e foi viver para os Salgueirais “com uma mulher mais velha que ficou viúva e tem uma pequena pensão”, adianta Paulo Francisco. Conceição “tem problemas de álcool e os filhos já por duas vezes a levaram para tratamento, mas quando sai do hospital cai nas mãos deste patife e passam a vida nisto”, atira Diogo. Na aldeia a notícia da detenção “só trouxe alegria”. É que o casal “são uns pilha-galinhas. Deitam a mão a tudo quanto podem”.

Pedro Santos que o diga. “Uma ocasião vim a casa e vou dar com ele deitado na minha cama. Veio para roubar e adormeceu…” O casal “não trabalha e deita a mão a tudo quanto arrebanha”, conclui.

Para o povo, o problema são os animais. “Têm uma cadela que é pele e osso. Passa os dias sem comer e o burro leva cada enxerto de porrada que mete dó. E, quando andam nas tabernas, o animal fica ao deus-dará”, diz Deolinda, outra vizinha, para quem o casal “precisa de ajuda. De manhã à noite bebem e depois ficam em casa a curar a tolada [bebedeira]. Às vezes ficam vários dias sem saírem de casa”, desabafa.

Queixas que não atemorizam Jorge Rodrigues, que ontem já andava estrada fora com a sua carroça. Nem o tribunal o amedronta. “Não penso largar o vinho. Posso deixar de conduzir o burro, mas o vinho não deixo”.

O Tá Quieto tem: Videos engraçados, Videos de Rir, Imagens cómicas, Pensamento do dia, Crime, Apanhados, Videos Desporto, Coisas estúpidas, Imagens inacreditáveis, videos para rir, anedotas para rir, videos engraçados youtube, animais engraçados

Partilha com os teus amigos 😉
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin